Na tua calmaria
Eu me perdia.
Eu me rendia.
Eu perdia a rédia.

Na tua voz mansa
que de tão vagarosa
descansa
eu desatento
fiz meu alento

Na tua cantoria rouca
eu de tão broca
me perdi na tua boca

Me achei no teu verso
me perdi no teu inverso
me vi submerso
nesse teu universo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s